22/06/2022

Como a saúde mental influencia a sexualidade? | DYÔ

SAÚDE MENTAL X SAÚDE SEXUAL: ENTENDA COMO ELAS SE RELACIONAM

Uma coisa é certa, nosso corpo só funciona bem quando nossa mente está em equilíbrio.

Uma alimentação desregrada, falta de exercícios e hábitos pouco saudáveis são os ingredientes perfeitos para uma saúde mental frágil. 

Esse bem estar mental exerce influência em muitas áreas da vida inclusive, na sexualidade.

Por isso, hoje, a DYÔ quer te contar um pouco mais sobre essa relação e te mostrar os benefícios do sexo para o corpo e para a sua saúde mental.


COMO A SAÚDE MENTAL AFETA MINHA SEXUALIDADE?

Segundo estudos, o aumento dos níveis de cortisol (hormônio liberado pelo estresse) é capaz de interferir de maneira significativa na resposta sexual das mulheres.

Além disso, a depressão e a ansiedade também são campeões quando o assunto é roubar a libido feminina. Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) a depressão afeta cerca de 11,5 milhões de brasileiros, essa relação comprova que uma saúde mental debilitada afeta (e muito!) a nossa sexualidade.

Isso acontece pois a depressão afeta o funcionamento normal da mente e não é segredo que um dos primeiros passos para provocar o desejo é usar a imaginação para estimular as vontades, ideias e fantasias. 

Além disso, o sexo exige uma disponibilidade para a estimulação dos sentidos. E quando estamos deprimidos ou tristes é comum que a tendência seja se isolar socialmente e evitar um contato mais íntimo.


QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DO SEXO PARA A SAÚDE MENTAL?

Mas acredite, uma grande ajuda para melhorar alguns desses sintomas é justamente fazer sexo. Isso porque, a prática ajuda a liberar hormônios que promovem a sensação de bem-estar.

Confira abaixo como as relações sexuais ajudam a mente e o corpo:


Alivia o estresse

Antes de transformar as relações sexuais em uma descarga de estresse, saiba que nem todo sexo é capaz de aliviar essa sensação. O alívio vem através do orgasmo, onde o corpo inteiro consegue relaxar e consequentemente, as tensões provocadas pelo estresse também vão embora.

Ajuda a relaxar e melhora o sono

Esse é um benefício que vem em dose dupla. É comprovado que o sexo favorece o relaxamento muscular, o que tira o corpo do estado de alerta constante provocado pelo estresse e ansiedade.

Mas além de ajudar a relaxar, ao atingir o orgasmo, o cérebro libera inúmeras substâncias que agem imediatamente no corpo. Isso faz com que o indivíduo sinta a sensação de bem-estar e exaustão.

Essas sensações são favoráveis ao sono, pois depois das relações sexuais ele (o sono) chega mais rápido e bem mais profundo.

Aumenta o autoconhecimento

Além do benefício psicológico, o sexo é capaz de facilitar o processo de autoconhecimento e consciência corporal. 

Assim como abordamos no artigo como se conhecer sexualmente, reforçamos que o autoconhecimento é importante em todas as áreas da vida humana, e na sexualidade não seria diferente.

Conhecer o próprio corpo permite descobertas sensoriais, físicas e até mesmo emocionais que não temos acesso durante o dia a dia.

Quando você conhece seu corpo, sabe o que gosta e principalmente o que não gosta na hora do sexo. Isso é muito importante até mesmo para direcionar o parceiro na hora H, aumentar o prazer e permitir uma conexão mais genuína com o seu corpo.

Estimula a autoestima

Há comprovações de que sim, um dos maiores beneficiados com o sexo é o cérebro!

Até porque, todo o nosso sistema nervoso é controlado por esse órgão, assim como a liberação dos hormônios e emoções. Ou seja, quando o sexo acontece, há a liberação desses hormônios de prazer e bem-estar em maior quantidade, o que faz com que a autoestima também seja afetada por essa sensação.  

Além da chuva de hormônios do prazer, a elevação da autoestima durante a relação sexual também acontece quando o indivíduo se sente desejado pelo outro.

Alivia dores de cabeça

Segundo um estudo realizado por cientistas da Universidade de Münster, na Alemanha, um em cada cinco pacientes se viu livre de dores de cabeça ou enxaqueca após uma relação sexual.

Segundo a pesquisa, isso também acontece devido a liberação dos hormônios responsáveis pelo prazer e bem-estar no corpo durante o sexo, o que é capaz de auxiliar no processo de cura ou reduzir de maneira significativa o alívio dos sintomas.

 

 

A saúde mental tem o poder de influenciar diretamente na sexualidade e na qualidade das relações sexuais.

Isso pode acontecer por diversos motivos: desequilíbrio hormonal, estresse crônico, depressão e ansiedade constante, o que deixa o corpo em alerta e dificulta a liberação dos tão mencionados, hormônios do bem-estar bem como a estimulação de desejos e fantasias, já que a mente está ocupada demais com preocupações.

Coincidentemente, uma maneira de driblar isso é justamente ter relações sexuais pois elas ajudam na liberação desses hormônios e é capaz de elevar a autoestima. 

Vale ressaltar que nem tudo se resolve com sexo, e que muitas vezes um apoio profissional pode fazer toda a diferença para uma vida sexual saudável.

Nesse artigo, nós te contamos um pouco mais sobre como o sexo se relaciona com a saúde mental. Não esqueça de compartilhar essas informações com uma amiga que precisa saber disso!

 

Leia também: Como está sua autoestima?

Como aumentar o desejo sexual feminino?