16/09/2022

PH Vaginal: tudo o que você precisa saber | DYÔ

PH VAGINAL: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER!

O cuidado íntimo é essencial para evitar problemas ginecológicos e um dos fatores que medem a saúde da região íntima é o pH vaginal. Você sabe o que é e como manter ele equilibrado? Continue lendo e descubra!

 

O QUE É PH VAGINAL?

A sigla pH vem do termo Potencial Hidrogeniônico e refere-se a uma função na saúde do organismo: é ele o responsável por medir a acidez de um local ou solução. 

Por isso, ele é dividido em teores: o ácido, o alcalino e o neutro. Esses teores atuam de maneiras diferentes em cada parte do nosso corpo, inclusive na vagina.

 

QUAL É O PH DA VAGINA?

De maneira geral, os níveis de pH podem variar por conta de diversos fatores: uma mudança de temperatura, concentração de substâncias, ácidos ou até mesmo o sal. 

Para se ter uma ideia nessa escala de avaliação são considerados valores de 0 a 14, sendo o 7, neutro.

Valores de 0 a 6 indicam acidez máxima, e de 8 a 14, alcalinidade máxima.

E é por isso que utilizamos o pH como um termômetro de saúde vaginal. Nós sabemos que essas áreas são naturalmente ocupadas por bactérias e fungos que vivem em harmonia com aquele ambiente e não causam danos.

Na verdade, esses organismos ajudam a produzir o ácido lático, que reduz o valor do pH.

Portanto, quando falamos em uma vagina saudável, estamos falando de um pH com o valor entre 3,8 e 4,5.

 

SINTOMAS DE UM PH VAGINAL DESEQUILIBRADO

Quando algo está em desacordo nosso corpo dá sinais, e com o pH não seria diferente.

Existem alguns sintomas que podem acender um alerta de que é preciso reequilibrar o pH íntimo como, alterações no cheiro ou odor da vagina, corrimento ou secreção intensas com frequência acompanhadas de mal cheiro e/ou coceira e infecções recorrentes.

Além disso, é possível que em alguns casos a mulher venha a sentir uma sensação de desconforto, coceira ou ardor na região mucosa da vulva e/ou vagina além de dor durante as relações sexuais.

 

COMO MANTER O PH DA VAGINA?

Para manter sua região íntima com pH equilibrado existem alguns cuidados que podem ajudar, são eles:

• Higienizar a região diariamente: Porém, cuidado com exageros! A vagina é autolimpante e higienizá-la em excesso ou da maneira errada, pode provocar infecções.

• Usar lingeries de algodão: Isso diminui o atrito e permite que a vagina se mantenha saudável.

• Evitar o excesso de umidade: Essa já é uma região úmida, por isso, evite o uso de protetores diários e absorventes descartáveis quando não houver necessidade.

• Não usar água quente: A vagina é a parte mais sensível do corpo e deve ser higienizada com água morna.

 

ATENÇÃO AOS SABONETES ÍNTIMOS

Mas além disso, também é preciso dar atenção aos produtos que você está utilizando, e por isso, a DYÔ desenvolveu um sabonete íntimo feminino perfeito para manter o pH vaginal equilibrado.

O Sabonete Íntimo Feminino com Extrato de Chá Verde proporciona uma ação adstringente que ajuda a contrair a região, auxilia na defesa contra microrganismos indesejáveis, e ainda conta com ácido lático e pH fisiológico que protegem a flora bacteriana de forma suave e natural.

Esse produto oferece:

• Ação antioxidante e anti-inflamatória;

• Contém óleo de alecrim e mentha arvensis, que conferem sensação refrescante;

• Contém extrato natural de aloe vera, que hidrata e suaviza;

• É formulado com conservante natural de prata coloidal, que auxilia na prevenção de odores; 

• Possui fragrância suave e refrescante.

Para higiene, conforto e cuidado, você merece! 

 

 

O pH vaginal refere-se ao responsável por medir a acidez de um local ou solução, neste caso, o da vagina. 

Uma vagina saudável conta com um pH entre 3,8 e 4,5, já uma região íntima com pH desequilibrado provoca alguns sintomas como alterações no cheiro ou odor da vagina, corrimento ou secreção intensas com frequências acompanhadas de mal cheiro e/ou coceira e infecções recorrentes.

Nesse post você descobriu como evitar esse desequilíbrio e a importância de manter a região íntima saudável.

Achou este artigo útil?  Envie para aquela amiga DYÔ que também precisa saber disso!