05/05/2022

O que é Terapia Sexual?

DESCUBRA O QUE É A TERAPIA SEXUAL

Segundo uma pesquisa, cerca de metade dos brasileiros está insatisfeita com sua vida sexual. Entre as mulheres o índice é maior, chegar até 56%. Será que você tem feito parte dessa estatística? Se sim, já se perguntou como resolver esse problema?

Hoje a DYÔ quer te contar um pouco mais sobre o que é a terapia sexual e como ela pode te ajudar a melhorar suas relações.

 

PARA QUEM É INDICADA A TERAPIA SEXUAL?

A terapia sexual é indicada para pessoas com ou sem vida sexual ativa, isso porque, ao contrário do que muitos acreditam, a terapia ajuda pessoas que buscam o autoconhecimento. No caso de quem tem a vida sexual ativa, por exemplo, essa abordagem ajuda a entender melhor como o prazer funciona para o indivíduo e a encontrar maneiras mais saudáveis para melhorar essas relações. Já para quem não possui uma vida sexual ativa, auxilia a entender se existe alguma questão ou trauma bloqueando as relações sexuais.

Esse tipo de terapia é mais conhecida por ser frequentada por casais que querem melhorar a vida sexual, mas também pode ser feita de maneira individual. Além disso, a terapia sexual também é indicada para adolescentes, desde que haja a autorização dos pais e nesse caso, é preciso desmistificar e deixar o tabu de lado, já que, como vamos entender nos próximos tópicos, esse tipo de terapia aborda o autoconhecimento, ajuda a reconhecer e impor limites (isso evita muitos abusos ou estimula o adolescente a falar caso aconteça) e auxilia em caso de traumas.

 

COMO FUNCIONA A TERAPIA SEXUAL?

No caso de adolescentes, esse acompanhamento deve ser autorizado pelos responsáveis. A terapia sexual pode ajudar os pais a aprenderem sobre este tema e lidar de maneira mais saudável e aberta sobre questões e situações que podem surgir. Essa é uma ótima forma de diminuir os conflitos que os jovens podem passar sobre suas identidades e até orientações sexuais.

Além disso, trata-se de um processo onde a família toda pode ajudar os pais ou responsáveis a lidarem melhor com situações que fujam de uma visão, geralmente tradicional, que eles acessem sobre sexualidade. A terapia sexual auxilia no aprendizado do respeito e acolhimento desses jovens.

Qualquer que seja a sua questão, situação ou idade, o processo pode acontecer de várias maneiras, a mais comum, é por meio de conversas com os terapeutas sexuais e/ou sexólogos. Ainda sim, para outras pessoas, existe a opção de tratar o tema por meio de expressões artísticas ou pessoais. Tudo vai variar conforme você se sinta mais confortável.

Qual a média da duração das consultas?

Se você já fez outros tipos de terapia sabe que a duração e frequência das consultas pode variar de profissional para profissional, isso porque, tudo depende de como o terapeuta conduz as sessões, qual é o seu método ou abordagem e claro, a avaliação caso a caso. Mas as sessões geralmente podem durar de 30 a 50 minutos.

Cabe ao terapeuta aconselhá-lo a ter sessões semanais ou com menos frequência, como uma vez por mês, por exemplo.

 

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA TERAPIA SEXUAL?

Se até aqui, você ainda tem dúvidas se deve ou não buscar um terapeuta sexual, a DYÔ separou uma lista de benefícios dessa terapia que podem te fazer tomar uma decisão:

Enfrentamento do tédio sexual

É comum que depois de um tempo longo de relação a rotina sexual fique cada vez mais monótona, e consequentemente, com menos intensidade e desejo.

E essa monotonia pode vir de vários motivos: preocupação em excesso, foco total no trabalho, sensação de falta de tempo, questões financeiras ou problemas com os filhos. (e esses são apenas alguns, hein?)

E é aí que o terapeuta entra em cena: além de apontar soluções mais saudáveis para gerir todas essas questões, ele sugere caminhos que podem te ajudar a conciliar os imprevistos cotidianos com uma boa vida sexual e cheia de desejo novamente.

Prática da atenção plena

A prática da atenção plena consiste em treinar e ensinar o cérebro a ser menos defensivo e mais aberto a ouvir e responder melhor ao que está acontecendo externamente. 

Essa prática também pode tornar o paciente mais receptivo e aberto à uma conexão genuína e mais presente física e emocionalmente com o parceiro ou parceira, o que resulta em uma melhor conexão sexual.

 

Fantasias Sexuais

Principalmente no caso das mulheres, a exploração das fantasias sexuais não é tão estimulada, e é o que sempre dizemos por aqui: um dos primeiros passos para aumentar o apetite sexual é pensar em sexo.

O terapeuta sexual pode te ajudar a explorar e acessar suas fantasias sexuais em um espaço seguro e profissional. O profissional também recomenda atividades e sugestões que ajudam na elevação e preservação do bem-estar sexual.

Objetivos apropriados

Cada caso é singular, e não existe um aconselhamento 100% efetivo se ele não for personalizado. Algumas causas de disfunções sexuais, por exemplo, estão relacionadas a idade e isso, assim como outros aspectos, deve ser avaliado durante o aconselhamento.

Portanto, cada caso terá uma solução específica. Assim, os objetivos serão estabelecidos para que a experiência sexual melhores de acordo com as necessidades da pessoa.

 

QUANDO PROCURAR A TERAPIA SEXUAL?

Você pode procurar um terapeuta sexual quando sentir a necessidade de desenvolver de maneira mais profunda seu autoconhecimento ou se sua qualidade de vida esteja sendo afetada por problemas na sexualidade. Além disso, a terapia sexual também é recomendada para pessoas que tenham problemas com a intimidade dentro de um relacionamento, sendo uma terapia de casal ou individual. Alguns outros fatores também podem acender um alerta para buscar ajuda profissional, são eles:

Presença de disfunções

Além de um acompanhamento clínico, a terapia sexual também é recomendada para o tratamento de disfunções sexuais como: desejo sexual hipoativo, aversão sexual, perturbação de excitação sexual, perturbação do orgasmo, dispareunia, anorgasmia e vaginismo.

E também auxilia no tratamento da impotência sexual, disfunção erétil, ejaculação precoce, anejaculação, disfunção erétil psicológica, ejaculação retrógrada, ejaculação asténica, ejaculação retardada, inibição do orgasmo masculino e dispareunia.

 

Sentir dor na Hora H

Além de também configurar algum sintoma de um quadro de disfunção sexual, sentir dor na hora H atrapalha a relação e muitas vezes, pode até criar um bloqueio ao sexo.

Estresse na vida pessoal e profissional

Segundo um estudo feito por três pesquisadores europeus, em Lisboa, o cansaço e o estresse no trabalho são as causas que mais prejudicam o desejo sexual masculino.

E as mulheres também não ficam para trás, um outro estudo comprova que o aumento dos níveis do cortisol, o hormônio do estresse, interfere na resposta sexual das mulheres.

Ou seja, pessoas mais estressadas sentem menos desejo sexual, pois o emocional afeta diretamente a sexualidade. Se esse é o seu caso, busque um terapeuta sexual.  

Dificuldade em sentir prazer

A dificuldade em sentir prazer pode estar relacionada ao uso de medicamentos, problemas emocionais, traumas ou estresse. E para tratar e aumentar a libido e prazer é necessário rastrear esses sintomas para que o tratamento seja eficaz.

Histórico de Traumas

Abusos, violência ou traumas também dificultam uma vida sexual saudável. Feridas emocionais precisam de um acompanhamento profissional para que o bem-estar emocional e sexual estejam presentes mesmo depois do trauma.

 

 

Grande parte da população sofre ou já sofreu em um momento da vida com sua rotina sexual. Nesse artigo, nós descobrimos o que é a terapia sexual e como ele pode te ajudar em diversos aspectos emocionais e sexuais.

 Esse tipo de terapia não é indicada somente para casais, mas também para pessoas com ou sem vida sexual ativa e até mesmo adolescentes e pais que buscam um caminho mais saudável de auxiliar os filhos no início da vida sexual.

Você já conhecia os benefícios da terapia sexual? Não esqueça de compartilhar suas experiências aqui nos comentários!

 

*Algumas informações foram retiradas do Instituto de Psicologia Aplicada, para ler mais clique aqui.