26/01/2022

Como funciona o orgasmo

COMO FUNCIONA O ORGASMO?

Você quer descobrir como funciona o orgasmo? Pois é, uma experiência tão natural e que pode ser sonho de consumo de muitas que ainda não conseguiram atingi-lo pode te aliviar do estresse, combater sua insônia e ainda diminuir os riscos de ataque cardíaco!

Mas antes de conhecer os benefícios e como estimulá-lo, é necessário entender como funciona o orgasmo.

 

O QUE É O ORGASMO?

Na origem da palavra, o orgasmo é definido como um conjunto de sensações que contemplam a excitação e plenitude máxima durante a relação sexual e essas sensações estão intimamente associadas ao orgasmo. O ápice do prazer, é uma sensação que marca o clímax da relação sexual, seja essa sozinha ou acompanhada. 

Muitos não sabem o que é o orgasmo, a verdade é que, nem sempre é a garantia de uma boa relação sexual, na verdade ele é apenas uma das etapas que a prática atinge para ser plenamente satisfatória. Essas etapas contam primeiramente com o desejo, que pode ser despertado com incentivos sensoriais como toques, aromas e estímulos visuais. Em seguida, vêm a etapa da excitação, que age como um potencializador das sensações causadas pelo desejo.

E só então, chegamos à etapa do orgasmo, que traz sensações de satisfação, prazer e leveza, ou seja, o orgasmo é o resultado de múltiplas ações, físicas e neurofisiológicas, que acabam por gerar a tão conhecida experiência de prazer intenso.

Orgasmos múltiplos: o que são?

Orgasmos múltiplos são orgasmos que acontecem em uma sequência ou com alguns intervalos, mas sempre em uma mesma relação sexual.  Eles podem acontecer durante o sexo oral, na penetração ou com diferenres estimulos e posições. 

Esse tipo de orgasmo nada tem a ver com a intensidade ou com o número de repetições das relações, até porque não se trata de uma questão física ou anatômica e sim do autoconhecimento e bem-estar durante o ato sexual. Mesmo sendo difícil alcançá-lo, qualquer pessoa pode ter orgasmos múltiplos, basta conhecer muito bem o próprio corpo, estar à vontade e relaxada. 

No caso de mulheres, depois do primeiro orgasmo continuar friccionando o clitóris é uma boa opção, isso porque assim como a glande, essa área também fica muito sensível após o clímax. O ideal é apostar em outras estratégias e mesclar diferentes estimulações, tanto na região quanto no restante do corpo.

Ao contrário do que muitas revistas e receitas "infalíveis" dizem, não existe uma posição exata para alcançar orgasmos múltiplos. Todos nós possuímos uma anatomia única e o que é prazeroso a ponto de gerar um orgasmo em uma pessoa, muito provavelmente não será para outra. 

O que pode funcionar são alguns métodos que facilitam essa prática como, posições que aumentam a fricção do clitóris junto a penetração, uma lubrificação generosa e bem-estar durante a relação. É importante lembrar que a possibilidade de conseguir esse feito sozinha também existe, e pode ser bem mais fácil do que em uma relação acompanhada.

 

COMO FUNCIONA O ORGASMO?

 

Mulheres

Nas mulheres, durante o orgasmo ocorre um aumento no fluxo sanguíneo e na lubrificação, os lábios se abrem e o útero e o colo do útero são puxados para cima para que a vagina fique mais longa, facilitando ainda mais a penetração. Também ocorre um aumento da frequência cardíaca, suor, endurecimento dos mamilos, arrepios, espasmos e em algumas mulheres a cor do rosto e do pescoço ficam mais avermelhadas.

Geralmente, é mais comum que o orgasmo seja atingido através da estimulação do clitóris,  mas isso não é uma regra. No caso da penetração, a vagina torna-se mais estreita o que resulta em uma estimulação maior da parede vaginal e do clitóris. O orgasmo acontece no ápice dessa excitação, os órgãos dessa região se contraem inicialmente de maneira mais intensa e depois as contrações vão intercalando progressivamente com um espaço de tempo maior, até que ocorra de fato o clímax. 

 

Homens

Já no orgasmo masculino, a contração ocorre no pênis, na pelve, na próstata e na região pélvica, proporcionando a sensação de ápice do prazer. No caso da ejaculação, ocorre a liberação do sêmen.  Alguns tipos de orgasmos masculinos são: o clímax sem ejaculação, orgasmos múltiplos e orgasmo por estimulação do ponto G.

No clímax sem ejaculação, o orgasmo não acontece acompanhado do sêmen, o que permite que o homem  tenha mais de um orgasmo por vez na relação com mais facilidade como orgasmos múltiplos, que apesar de raros, também acontecem com os homens. Outro tipo de orgasmo, é atraves da estimulacao do ponto g masculino, que fica localizado na regiao anal, mais especificamente na próstata. 

Esse tipo de orgasmo é um dos mais prazerosos para o homem mas por ser um tema rodeado de tabus, acaba sendo pouquíssimo explorado. Por isso, vale lembrar que gostar de sexo anal, não influencia de maneira nenhuma na orientacao sexual, trata-se apenas de uma sensação fisiológica natural já que o ponto G masculino se encontra nessa região.

 

O QUE ACONTECE COM O CORPO POR CAUSA DO ORGASMO?

 

Melhora o humor e até a imunidade

Segundo um estudo realizado pela Wilkes University, nos Estados Unidos, pessoas sexualmente ativas possuem um aumento nos níveis de anticorpos responsáveis pela proteção do organismo aumentando a imunidade. Para a especialista em medicina integrativa da Clínica FCV, Flávia Cohen, ter um orgasmo uma vez por semana aumenta em 30% a imunidade.

No humor, o orgasmo libera dopamina e ocitocina, hormônios capazes de trazer a sensação de bem-estar e de bom humor. 

Taquicardia e respiração acelerada

Apesar do clímax ser marcado por uma sensação de relaxamento, antes de, de fato chegar lá, há a sensação de taquicardia e respiração acelerada, isso acontece devido a liberação de adrenalina, o coração acelera e consequentemente a sensação de taquicardia surge. 

Espasmos involuntários

Também conhecido como "miotonia", tremores ou espasmos involuntários acontecem devido às contrações musculares durante o orgasmo, e trata-se de um movimento natural e sem motivo para preocupação.

Hormônios

Durante o orgasmo, o cérebro produz hormônios e neurotransmissores que são relacionados a sentimentos de prazer, desejo e bem-estar. Existe uma lista grande de hormônios liberados durante o orgasmo, alguns deles são: ocitocina, endorfina e dopamina. 

 

MITOS SOBRE O ORGASMO

 

Orgasmos múltiplos não acontecem com qualquer pessoa

Apesar de serem mais raros, esse tipo de orgasmo pode acontecer com qualquer pessoa, incluindo homens e mulheres. Isso porque, basta conhecer bem o próprio corpo, estar relaxado e entregue a relação para que esse clímax seja atingido.

É possível atingir o orgasmo somente com penetração

Para mulheres, apesar do orgasmo clitoriano ser bem mais comum, também é possível chegar ao orgasmo apenas com a penetração ou a aliando a estimulação do clítoris. Uma dica, é ficar por cima, assim, a mulher tem o poder de controlar mais sua estimulação, a intensidade e os movimentos. 

Atingir o orgasmo nessa posição é mais fácil pois o ponto G é mais estimulado. Lembrando que, você não precisa de um parceiro para estimular mais seu ponto G, as mãos e brinquedos eróticos dão conta do recado. Mas caso não consiga atingi-lo, não se frustre! Vá treinando e explorando outras partes do seu corpo e quem sabe você não descobre algum outro tipo de orgasmo?  

O orgasmo é sempre intenso

Nem sempre o orgasmo será um evento, com uma explosão de sensações e aquela duração de minutos em êxtase. Às vezes, acontece do orgasmo ser super leve e quase que imperceptível, e isso acontece como entendemos mais acima, nem sempre atingir o orgasmo é sinônimo de uma relação super prazerosa.

Orgasmo e ejaculação são a mesma coisa

Enquanto o orgasmo é o conjunto de sensações do clímax sexual, a ejaculação é a expulsão do sêmen. Embora quase sempre ambos estejam juntos, é possível que tanto o orgasmo quanto a ejaculação aconteçam sozinhos e sem depender um do outro.

 

COMO ESTIMULAR O ORGASMO

Se você tem dificuldade para atingir o orgasmo saiba que é uma situação bem comum, principalmente para mulheres. Geralmente, o primeiro passo para estimular o orgasmo é permitir-se sentir prazer, foram anos de sexualidade feminina negligenciada, é um processo mas nós precisamos entender que sim, as mulheres podem, devem e merecem sentir prazer.

Conhecer seu próprio corpo é um método quase que infalível para ter mais orgasmos e vale tanto para mulheres quanto para homens. Se toque! Quanto mais intimidade e autoconhecimento você tiver, mais prazerosas serão suas relações. 

Pratique e varie nas posições, testar novos cômodos, brinquedinhos e cosméticos eróticos pode  ser uma ótima opção para descobrir novas sensações e sair da rotina. Tudo é prática e a prática leva a perfeição. Rapidinho você saberá tudo sobre como funciona o orgasmo.

Fazer atividades físicas e ter uma alimentação saudável também ajudam a potencializar o alcance do orgasmo

Mas também existem estímulos mais específicos para homens e para mulheres e  separamos algumas dicas para estimular o orgasmo de cada um:

Homens

Alguns exercícios e toques mais práticos podem ajudar na potencialização do orgasmo masculino como estimular o períneo, a zona entre o ânus e os testículos Essa é uma das principais zonas erógenas dos homens e quando explorada, pode provocar orgasmos múltiplos.

Mesmo sendo mais indicados para mulheres, os exercícios de Kegel também podem trazer benefícios aos homens. Esses exercícios consistem em contrair os músculos da zona pélvica, o que resulta em um controle maior da intensidade durante a relação sexual.

Para um orgasmo mais intenso, alguns homens relatam que pressionar - levemente - os testículos pouco antes de ejacular, pode dar mais poder a ejaculação tornando o orgasmo mais excitante.

Mulheres

Já no caso das mulheres os estímulos devem começar bem antes do sexo. Beijos, carícias, elogios, confiança, variação de posições e sexo oral dedicado são um ótimo combo para estimular a parceira a ter um orgasmo.

É muito importante que o parceiro ou parceira tenha consciência de que o seu prazer também é necessário, e que um dos maiores estímulos para uma excitação mais intensa é perceber que quem está ali, também gosta de te proporcionar prazer. 

Estar com a autoestima em dia, também faz toda a diferença no orgasmo, nós já vimos por aqui que chegar ao clímax sem estar relaxada e confortável não é tarefa fácil. Estar segura com seu corpo facilita que o sexo seja melhor e mais prazeroso. 

 

QUAIS OS BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE CAUSADOS PELO ORGASMO?

A prática sexual por si só já é um ótimo exercício físico, mas você sabia que o orgasmo possui benefícios semelhantes? Ele também é capaz de ajudar a emagrecer, já que corresponde a uma caminhada. Além disso, o orgasmo também é capaz de liberar oxitocina e dopamina, hormônios que interferem diretamente no humor e alívio do estresse. Durante o clímax, também são liberadas a endorfina, hormônio que relaxa o corpo e melhoram a qualidade do sono. 

O orgasmo também aumenta a circulação sanguínea e isso acontece devido a respiração mais intensa durante o ato, o que fortalece o ritmo do coração e reduz o risco de ataque cardíaco. Por fim, também é possível garantir o aumento da imunidade no organismo através do orgasmos, isso porque durante o ápice do ato sexual é liberada a imunoglobulina, anticorpo que protege o sistema imunológico. 

 

ANTICONCEPCIONAL HORMONAL AFETA A CAPACIDADE DE TER ORGASMO?

O uso do anticoncepcional não interfere diretamente na qualidade do sexo ou nos orgasmos. O que acontece é que por conta dos hormônios presentes nesse tipo de medicamento, a libido ou o apetite sexual feminino pode diminuir e causar uma queda na atividade sexual.

 

A GRAVIDEZ INTENSIFICA OS ORGASMOS?

Sim! Durante a gravidez a lubrificação e fluxo sanguíneo da vagina aumentam, o que é um fator determinante para um aumento da sensibilidade na região, tornando a área mais propícia a excitação e consequentemente, a um orgasmo mais intenso.

 

 

Os orgasmos são todas as sensações que contemplam o clímax e o ápice do prazer na relação sexual. Essas sensações podem se apresentar de diversas maneiras em cada sexo e fatores como estímulos e tipos de orgasmo, variam de maneira singular.

Entender como isso acontece, o que influencia e como estimular o orgasmo, ajuda a ter uma relação mais prazerosa consigo e com o parceiro ou parceira.

Nesse artigo, a DYÔ te contou tudo o que você precisa saber sobre o ápice do prazer. E depois de entender como funciona o orgasmo, como atingi-lo e estimulá-lo, chegou a sua hora de pôr em prática todas as dicas!

  • Por: R$ 79,90
    Comprar

    Gel Neutro com Extrato de Aveia 80 g

    DYÔ Gel Neutro com Extrato de Aveia - deslizamento sensivel, melhora a hidratação

  • Por: R$ 117,80
    Comprar

    Gel Beijável com Extrato de Aroeira 30ml Morango & Chantilly

    Para um sexo oral com muito sabor e a sensualidade do sabor Morango e Chantilly. Não use alimento, use um produto com pH adequado alinhando sexo e saúde. Pegue agora o seu moranguinho e se lambuze!

  • Por: R$ 119,90
    Comprar

    Gel Deslizante Siliconado com Óleo de Maracujá - 30 g

    O Gel Deslizante com Óleo Natural de Maracujá proporciona um toque sedoso, que garante massagens com toque suave e agradável. Com uma mistura de silicones e óleo Natural de Maracujá, cria uma barreira acetinada que nutre a pele e traz suavidade

  • Por: R$ 4,50
    Comprar

    Gel Neutro com Extrato de Aveia - Sachê 5g

    Prazer e conforto para levar na bolsa. O extrato de aveia auxilia na hidratação íntima e redução de secura vaginal. Auxilia também na lubrificação natural. Conheça agora este e outros produtos incríveis da DYÔ