03/02/2022

3 sinais de que é hora de fazer um planejamento financeiro em casal! | DYÔ

3 SINAIS DE QUE É HORA DE FAZER UM PLANEJAMENTO FINANCEIRO EM CASAL

Que atire a primeira pedra o casal que nunca discutiu ou se estranhou por questões financeiras. Seja porque um não concorda com a forma que o outro está usando o dinheiro ou porque no fim do mês a conta não fecha conforme esperado, essa pauta permeia a vida da maioria dos casais. Infelizmente, entretanto, poucos são aqueles que se organizam ou fazem um planejamento financeiro em conjunto. A verdade é que, muitas vezes, até tocar no assunto pode ser bastante desafiador para algumas famílias. Isso porque dinheiro é um grande tabu, mas evitar falar sobre o assunto pode colocar o seu relacionamento em risco. Por isso, criei uma lista com alguns passos importantes para garantir a saúde financeira e a satisfação no relacionamento. 

Fim do tabu sobre salários 

Não é possível iniciar um planejamento financeiro familiar sem colocar na mesa quanto cada um ganha. Só com essa informação posta, vocês poderão dividir as responsabilidades proporcionalmente e falar com sinceridade das limitações do orçamento.

Finanças é papo para a hora do jantar sim!

Conversas sobre as finanças do casal podem e devem se tornar algo corriqueiro. Em algumas situações, vai ser importante ter foco total no assunto. Mas isso não quer dizer que o tema seja proibido em momentos comuns do dia a dia. Pelo contrário! Normalizar essas trocas vai tornar a pauta cada vez mais leve.

Coloque tudo na ponta do lápis!

Sim, pode ser uma atividade pouco divertida, mas é importante visualizar os valores que entram e os valores que saem do “caixa” familiar. E quando falo em “caixa familiar”, não estou sugerindo conta conjunta. Existem muitos modelos de planilhas prontas disponíveis na internet. 

Trace metas e objetivos

Qual é o maior foco a curto, médio e longo prazo? Quais são as prioridades familiares e individuais? Essas são perguntas importantes para que o planejamento financeiro do casal seja realizado de forma eficiente. Com as respostas em mãos, vai ser possível entender quais quantias podem ou precisam ser destinadas a cada objetivo. 

Reserve uma parte do salário para gastos individuais

O fruto do seu trabalho pode sim ser investido na construção do patrimônio do casal, mas é muito importante ter uma quantia reservada àquilo que você quer ou precisa fazer por si mesma. Casal feliz tem a saúde financeira em dia, mas as necessidades pessoais e individuais também atendidas. 

Invista no prazer!

“All work no play” é uma filosofia perfeita para o desastre. Quando os relacionamentos são consumidos pelas inúmeras responsabilidades e não deixam espaço para o prazer, dificilmente conseguem manter-se sólidos por muito tempo. Pelo menos não de maneira feliz e satisfatória. Então, não deixe de reservar uma parte do orçamento para as atividades que vocês gostam de fazer juntos, seja o jantar de final de semana ou as viagens periódicas. Equilíbrio é tudo! Como costumo dizer, relacionamentos não são sustentados apenas pelo amor. É preciso disposição, planejamento e muito diálogo para que as intempéries da rotina não acabem drenando todas as energias. Então, que tal começar a escrever uma longa história de sucesso juntos hoje mesmo?

 

 

TEXTO: SOFIA MENEGON